Dom Acácio Rodrigues Alves (1925 - 2010)









O bispo Dom Acácio discursando, em 1967, durante visita do Presidente da República Costa e Silva. Enquanto falava, recebia o olhar vigilante do Governador "biônico" Nilo Coelho, afinal, ali discursava um jovem e combativo discípulo de Dom Helder, certamente apresentando os problemas de Palmares e da região canavieira de Pernambuco. Problemas que passavam pelo direito à vida, ao trabalho e à liberdade.

Abaixo, a nota de pesar da CNBB, registrando breve biográfia de Dom Acácio:

" Causou-nos profunda dor e tristeza a morte de Dom Acácio Rodrigues Alves, bispo emérito de Palmares, no Estado de Pernambuco, ocorrida nesta terça-feira, 24 de agosto. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB vem, pois, manifestar sua solidariedade aos diocesanos de Palmares que, por 38 anos, tiveram Dom Acácio como seu pastor.

Nascido em Garanhuns, no Pernambuco, Dom Acácio tinha 85 anos. Com apenas 13 anos de padre e 37 de idade foi nomeado bispo de Palmares, prova dos extraordinários dons com que foi revestido pela graça de Deus.

Com 48 anos de ministério episcopal, Dom Acácio deixa-nos uma extensa lista de serviços prestados à Igreja em prol do Reino de Deus. Especialista em Direito Canônico, foi presidente da Sociedade Brasileira de Canonistas. No Regional Nordeste 2 da CNBB, foi responsável pela Pastoral Familiar, pelo Tribunal Eclesiástico e pelo Ecumenismo. Em tudo que fez, viveu intensamente seu lema episcopal: Um em Cristo”.

Comentários

  1. Dom Acácio Alves foi um verdadeiro homem de Deus. Foi meu professor de latim, inglês e noção de italiano no Seminário Menor São José, em Garanhuns e, antes de ser nomeado Bispo de Palmares, foi diretor espiritual deste mesmo seminário. Foi regente do coral do seminário e, sob sua regência, cantamos inesquecíveis músicas católicas de autoria de Palestrina e outros compositores. Ainda jovem padre, acompanhou os últimos instantes de Dom Expedito Lopes que fora baleado por Padre Hosana. Um crime de grande repercussão na época. Foram memoráveis o seu programa VOZ DA DIOCESE na Rádio Difusora de Garanhuns. Conservo ótimas recordações deste santo homem.
    Carlos Lira .

    ResponderExcluir
  2. Dom Acácio Alves foi um verdadeiro homem de Deus. Foi meu professor de latim, inglês e noção de italiano no Seminário Menor São José, em Garanhuns e, antes de ser nomeado Bispo de Palmares, foi diretor espiritual deste mesmo seminário. Foi regente do coral do seminário e, sob sua regência, cantamos inesquecíveis músicas católicas de autoria de Palestrina e outros compositores. Ainda jovem padre, acompanhou os últimos instantes de Dom Expedito Lopes que fora baleado por Padre Hosana. Um crime de grande repercussão na época. Foram memoráveis o seu programa VOZ DA DIOCESE na Rádio Difusora de Garanhuns. Conservo ótimas recordações deste santo homem.
    Carlos Lira .

    ResponderExcluir
  3. Dom Acácio Alves foi um verdadeiro homem de Deus. Foi meu professor de latim, inglês e noção de italiano no Seminário Menor São José, em Garanhuns e, antes de ser nomeado Bispo de Palmares, foi diretor espiritual deste mesmo seminário. Foi regente do coral do seminário e, sob sua regência, cantamos inesquecíveis músicas católicas de autoria de Palestrina e outros compositores. Ainda jovem padre, acompanhou os últimos instantes de Dom Expedito Lopes que fora baleado por Padre Hosana. Um crime de grande repercussão na época. Foram memoráveis o seu programa VOZ DA DIOCESE na Rádio Difusora de Garanhuns. Conservo ótimas recordações deste santo homem.
    Carlos Lira .

    ResponderExcluir
  4. Dom Acácio Alves foi um verdadeiro homem de Deus. Foi meu professor de latim, inglês e noção de italiano no Seminário Menor São José, em Garanhuns e, antes de ser nomeado Bispo de Palmares, foi diretor espiritual deste mesmo seminário. Foi regente do coral do seminário e, sob sua regência, cantamos inesquecíveis músicas católicas de autoria de Palestrina e outros compositores. Ainda jovem padre, acompanhou os últimos instantes de Dom Expedito Lopes que fora baleado por Padre Hosana. Um crime de grande repercussão na época. Foram memoráveis o seu programa VOZ DA DIOCESE na Rádio Difusora de Garanhuns. Conservo ótimas recordações deste santo homem.
    Carlos Lira .

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Poetas Abolicionistas em Palmares

As duas primeiras fases d' A Notícia (1912 e 1915)